segunda-feira, 11 de maio de 2009

Dia 10 : Atravessando o deserto - Parte 2

Inicialmente pedimos desculpas aos nossos seguidores, pois somente agora pela manhã conseguimos carregar a postagem do dia de ontem. Na verdade a rede desta m... de hotel é muito ruim. Tentamos ontem por varias vezes em vão. Hoje com muito esforço (mais de uma hora) segue para voces o dia de ontem.

Começamos a viagem em Gallup, ja na rota 66, com o desáfio de andar 240 milhas (cerca de 400 quilometros) e visitar três atrações pelo caminho : A Floretra Petrificata, a placa do Jack Rabbit e a Cratera do Meteoro, antes de chegarmos ao nosso objetivo : A cidade de Williams.

Segue algumas fotos do cenário da nossa viagem (confessamos que ja esta ficando um pouco cansativo esta história de deserto)








Acima uma cabana indígena que encontramos diversas vezes pelo caminho, de várias tamanhos e quantidades.
Chegamos à Floresta Petrificada. Um parque fechado e tivemos que pagar $ 5 por cada ingresso. O parque todo tinha mais de 28 milhas para visitar e, óbvio, não teriamos tempo para tudo. Assim combinamos de tentar chegar pelo menos até a metade. Mas logo no começo nossa decepção, pois consideramos o parque muito fraco (uma Merrrda segundo nosso presidente). Seguem algumas fotos para voces tirarem as próprias conclusões:




Vista da sede central do parque.


A galera posando para a tradicional foto na frente da tal floresta.

Continuamos nosso caminho até a próxima atração, a tal placa famosa do coelho. A grande vantagem em relação à atração anterior foi que desta vez não precisamos pagar. Mas a avaliação do presidente foi a mesma : Uma Merrrda.
Na verdade coloca-se como sendo um dos primeiros Outdoor, e era um posto de trocas da rota 66.







Finalmente chegamos na terceira atração, a famosa Cratera do Meteoro, o fato ocorreu cerca de 50 mil anos atras, não é a cratera maior que existe na terra, mas segundo os Americanos é a mais bem conservada. Tem cerca de 1,2 km de diametro e cabem 20 estadios de futebol com uma arquibancada para 2 milhões de pessoas:








Chegando ao nosso destino topamos com uma cidade bem agradável, diferente das anteriores. Arborizada e bem conservada:




Aqui também os restaurantes fecham um pouco mais tarde, o que nos deu a opção de jantar e depois irmos a um bar onde pudemos jogar um pouco de sinuca e jogar conversa fora com os nativos da região, que como sempre foram muito receptivos.



Foto das motos estacionadas no hotel.
Vale lembrar que vimos pela primiera vez a placa indicando o final da Rota : Los Angeles a 481 milhas;
Mancadas do dia:
1) Desta vez não foi nosso presidente. Quem foi conhecer o chão foi o Raul com sua belissima ovelha negra.

Agora rumo ao Grand Canyon.

2 comentários:

  1. As fotos estão lindas... que bom que o tempo ajudou!!! Boa viagem!

    Felipe, beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que outdoor mais sem-graça!

    ResponderExcluir